Outras pessoas estão vendo agora:

Os 7 melhores destinos para lua de mel

Nada deixa mais irritado um casal, recém-casado do que...

5 dicas pra você saber como economizar num mochilão pela Europa

Economizar é uma palavra presente na vida dos mochileiros...

8 principais pontos turísticos para conhecer em Quito no Equador

A finalidade dessa matéria é mostrar que Quito no...

Roteiro turístico pelas vinícolas chilenas

O Chile tem se destacado como destino turístico na América Latina nos últimos anos.

A gastronomia e os vinhos merecem destaque especial.

Com ótimos restaurantes e vinícolas premiadas, nosso vizinho é respeitável.

Portanto, se você planeja conhecê-lo, considere a possibilidade de não ficar apenas na capital Santiago.

A sugestão é que você estenda seu passeio pelas vinícolas.

Elas possuem boa estrutura para o turista com visitadas guiadas, restaurantes e algumas ainda oferecem hotéis e passeios de bicicleta! E não precisa entender de vinhos, o passeio é acessível aos apreciadores da bebida em geral.

Conhecer a produção dos vinhos, os diferentes tipos de uva, a história local e, ao final, degustar ótimos produtos certamente marcarão sua viagem pelas vinícolas.

Conheça: San Pedro de Atacama: O deserto mais árido e seco do mundo

Roteiro turístico pelas vinícolas chilenas
Vinhedo

As vinícolas costumam oferecer mais de um tipo de passeio e eles variam na duração e degustação que pode incluir até queijos e comidinhas…hmmm.

Sempre é importante lembrar que as crianças não podem participar da degustação dos vinhos, ok?

Outra coisa: sabe a máxima “se beber, não dirija”? Isso é levado à sério no Chile, portanto, se for de carro é melhor que o motorista não se perca nos vinhos.

Veja: Lugares incríveis para visitar antes de morrer

Se você pode gastar mais, a sugestão é contratar o pacote por alguma agência. É sempre interessante agendar com antecedência, mesmo que você vá por sua conta, pois os tours pelas vinícolas tem número limitado de pessoas.

Anote também: nos sites das vinícolas é possível visualizar os mapas de acesso. Eles são importantes se você estiver de carro.

Abaixo segue uma lista com algumas das vinícolas chilenas para seu passeio se tornar inesquecível!

Veja: Como Conseguir Voos Baratos De Última Hora

Concha y Toro

Distante cerca de 1h do centro de Santiago, fica na cidade de Pirque no Valle del Maipo e oferece passeios guiados em português, inglês e espanhol.

Pela proximidade com a capital pode ser que a possibilidade de você encontrar muitos turistas seja alta.

Aliás, os brasileiros serão facilmente encontrados por lá já que Concha y Toro é uma das vinícolas mais conhecidas por aqui. Dê uma olhada nas gôndolas dos supermercados e encontrará marcas como Casillero del Diablo.

O passeio sai por $ 10.000 pesos chilenos (US$ 18,00) e o agendamento deve ser feito com pelo menos 24h de antecedência (pelo site ou telefone). Atenção, pois há mais de uma opção de passeio e o tempo de duração bem como a quantidade de tipos de vinho degustados são diferentes, mas é possível fazer a escolha tranquilamente pelo site.

  • O início é por um túnel de parreiras lindo!
  • É possível conhecer a casa do fundador, Don Melchor.
  • Na sequência o turista é levado a conhecer os diferentes tipos de uva que a vinícola planta e aprende sobre suas condições de cultivo e suas diferenças.
  • Uma pausa para a primeira degustação e para conhecer a adega climatizada onde os vinhos são armazenados em barris.

Veja: Os Melhores Destinos para Viajar em Agosto

Garrafa de vinho Don Melchon
Vinho para degustação

Lá é possível ouvir explanações sobre a lenda de uma das marcas: Casillero del Diablo.
Antigamente os barris eram furtados e para evitar futuras perdas, Don Melchor espalhou o boato de que o diabo aparecia na adega.

Astuto, não? E durante a história, uma imagem diabólica é projetada na parede.

Veja: 5 dicas para você planejar sua viagem e não ter imprevistos

Foto do Casillero del Diablo
Casillero del Diablo

Seguindo com o passeio….

Mais uma degustação e uma visitinha à loja. O turista pode levar a taça como lembrança.

A vinícola conta ainda com um restaurante funcionando das 9h30 às 18h30.

Loja da vinícula Concha y Toro
Loja da Vinícula

Para chegar

Metrô: pegue a linha azul em Santiago e desça na estação Las Mercedes. A partir daí você pode ir de táxi (cerca de 3.000 pesos chilenos) ou ônibus (aproximadamente 500 pesos).

Não se esqueça de avisar ao motorista que deseja parar na vinícola, normalmente eles reconhecem os turistas.

Site: http://www.conchaytoro.com/

Undurraga

Localizada na cidade de Talagante, no Valle do Maipo e distante 34 km de Santiago. Com vinhos reconhecidos internacionalmente e de altíssima qualidade, esta vinícola não deixa a desejar.

O passeio dura cerca de 1h30 e é possível conhecer essa bela vinícola cujo início data de 1885 com fundação de Don Francisco Undurraga.

Veja: Os melhores destinos para Viagem em Julho

Foto do Casarão da vinícula Undurraga
Casarão da vinícula Undurraga

Você irá ouvir histórias, conhecer as uvas cultivadas no vinhedo, irá às adegas e degustará excelentes vinhos por $ 8.000 pesos chilenos.

Veja Também: 5 estratégias para você gastar menos em sua Viagem

Barris de Armazenamento da Vinícula Undurraga
Barris de Armazenamento

O tour se inicia por um lindo parque projetado pelo francês Pierre Henri Dubois. Um belo diferencial das demais vinícolas.

Foto do Parque na Vinícula Undurraga
Parque projetado pelo francês Pierre Henri Dubois

A degustação inclui três tipos de vinhos e a taça também pode ser levada pelo turista como presente. Na loja é possível adquirir os vinhos a preços justos.

Não há restaurante.

Mais: Dicas para você planejar sua viagem

Para chegar

Metrô e ônibus: Da estação central siga até a estação de ônibus San Borja. Pegue a linha Talagante, compre o ticket diretamente com o motorista (1.000 pesos chilenos). A propósito, avise o motorista que deseja ir à vinícola que ele pra bem em frente.

Site: http://www.undurraga.cl/

Santa Rita

Ainda na mesma região do Valle del Maipo, visite a Santa Rita. Distante 60 km da capital, conta com restaurante, café e museu.

Talvez uma das vinícolas com o passado mais interessante. Um dos vinhos ali produzidos leva o nome de 120 em homenagem a um fato histórico: Doña Paula, proprietária do casarão, que escondeu 120 soldados chilenos durante a independência do país.

Com opções de passeio bem atrativas e todos com degustação, a vinícola merece a visita. Os passeios são divididos em:

  • clássic
  • clássic private
  • premium
  • bike and wine
  • pic nic
  • winemaker experience
  • pedal bar

Os valores variam de acordo com a opção escolhida.

Veja Também: Seguro Viagem: 10 Dicas para você não errar na contratação

A atenção se volta para os passeios mais inusitados entre as vinícolas deste país: os de bicicleta (bike and wine), pic nic e o pedal bar.

No primeiro, o visitante conhece o local do renascimento do Carmenere, um vinhedo orgânico e ainda pode almoçar no café do local. Para dar conta do recado reserve um dia todo.

O farto pic nic é oferecido pela vinícola ao ar livre, embaixo de uma árvore e regado a vinhos Reserva Santa Rita.

Veja: 5 Dicas para Turistas de Primeira Viagem

Foto da Vinícola Santa Rita
Vinícola Santa Rita

Já o pedal bar é um bar movido a pedaladas! Comporta até 12 pessoas, possibilita a degustação de três vinhos e, acredite, será uma experiência única entre as vinícolas chilenas.

Veja: 10 dicas de como prevenir perdas e roubos de bagagem

Para chegar

Metrô e trem: Da estação central do metrô em Santiago siga até o terminal de ferrocarriles. Pegue o trem sentido Buin e desça na estação de mesmo nome. Ande um quarteirão (esquerda) e entre no ônibus 5064 (ou o micro ônibus Puente Alto 81).

Pronto, é só descer em frente à vinícola.

Site: http://www.santarita.com/international

Leia também

16 lugares na Chapada Diamantina que merecem sua visita

A Chapada Diamantina é um dos destinos brasileiros mais...

Lavras Novas: conheça e surpreenda-se

Ouro Preto, Mariana, Belo Horizonte são todas cidades já...

6 lugares da Serra Gaúcha que você tem que conhecer

Nosso Brasil tem belezas naturais incríveis e se você...

Melhor época para ir a Aruba: O paraíso real

Aruba é um pequeno território independente do sul do...
Redação Bolsa de Viagemhttps://www.bolsadeviagem.com.br/
Dicas de viagem para você escolher os melhores destinos, melhores hotéis, melhores passeios, promoções de passagens aéreas e conhecer as praias mais bonitas

Ottawa: As 11 melhores coisas para fazer na capital do Canadá

Conhecida por ser referência em educação nas Américas, Ottawa reserva inúmeras surpresas para quem se disponibiliza a conhecê-la melhor.

Pontos turísticos de Macapá: O que fazer em uma viagem curta à capital do Amapá

O turismo é uma das principais atividades econômicas de Macapá, capital do Estado do Amapá, no Norte do Brasil. Por isso, a cidade mantém...

As 11 melhores coisas para fazer em Edimburgo na Escócia: o segundo destino mais buscado pelos turistas que visitam o Reino Unido

Conheça os principais pontos turísticos de Edimburgo. Uma cidade que reserva inúmeras surpresas e paisagens deslumbrantes para ninguém botar defeito.