O turismo é uma das principais atividades econômicas de Macapá, capital do Estado do Amapá, no Norte do Brasil. Por isso, a cidade mantém uma grande preocupação com a manutenção de sua arquitetura histórica, cultura e natureza, tornando-se um excelente roteiro de viagem para férias curtas ou feriados prolongados.

Macapá possui mais de 500 mil habitantes em uma área de 6.563.849 Km². É a única capital brasileira que não possui conexão por terra com outras capitais, além de ser a única capital cortada pela linha do Equador.

A cidade é ainda pouco conhecida e visitada por turistas brasileiros, sendo esta, mais uma excelente razão para que você desbrave a região, mesmo se a estadia for breve. Para te dar uma ideia sobre o que fazer para aproveitar o melhor da capital do Amapá, apresentamos a seguir os pontos turísticos mais imperdíveis da cidade. Confira!

Veja Também:

Monumento Marco Zero do Equador - [Foto: pt.wikipedia.org]
Monumento Marco Zero do Equador

1- Fortaleza de São José do Macapá

A Fortaleza São José do Macapá é um dos principais símbolos da cidade e um dos pontos turísticos mais visitados por quem chega ali. Localizada em um ponto estratégico, no centro de Macapá, a fortaleza também está à beira de um dos rios mais importantes do Brasil, o Amazonas.

A construção da fortaleza é datada do século dezoito, entre 1764 e 1782, quando o Brasil ainda vivia sob regimento do império português. Vista de cima, a fortaleza revela seu formato de estrela, uma forma de representar a soberania do país no extremo norte brasileiro.

  • Endereço: Rua Cândido Mendes, Centro;
  • Aberto de terça a domingo, das 8h às 18h;
  • Entrada grátis.

Veja Também:

2 – Monumento Marco Zero do Equador

O Monumento Marco Zero do Equador é o ponto turístico mais visitado de Macapá. Isso porque ele representa o ponto exato por onde passa a linha imaginária do Equador que divide o Planeta Terra em Hemisfério Norte e Hemisfério Sul.

A diversão fica por conta da representatividade do local, já que você pode tirar fotos com um pé no hemisfério norte e outro no hemisfério sul ou fazer registros com os seus amigos, ficando cada um em um hemisfério.

Outra curiosidade sobre o Monumento Marco Zero é que no período de equinócio (quando os dias e as noites têm exatamente a mesma duração), o que ocorre em março e em outubro, os raios de sol se encaixam exatamente no centro do círculo do monumento, percorrendo com perfeição a linha do Equador. Durante esse período, a cidade promove uma programação especial para os visitantes.

Ali perto, você encontra lojinhas de artesanato, o sambódromo da cidade e o estádio Zerão, famoso por ser o único estádio cortado pela linha do Equador onde um time joga no Hemisfério Sul e outro no Norte.

  • Endereço: Rod. Juscelino Kubitscheck – Jardim Marco Zero.

Veja Também:

3 – Casa do Artesão

Outro ponto turístico imperdível em Macapá é a Casa do Artesão, considerado o maior centro de artesanato do Amapá. Ali, você pode conhecer um pouco mais sobre a cultura e o trabalho dos artistas locais e, claro, garantir as suas lembrancinhas de viagem.

O artesanato produzido por povos indígenas da região também é presença garantida na Casa do Artesão. Dentre eles estão os povos Tirió, Kaxuiana, Waina, Apari, Karipuna, Palikur e Galibi, especializados em artefatos de argila, madeira, sementes, penas, entre outros materiais naturais.

  • Endereço: Av. Azarias Neto s/n- Bairro Central.

Veja Também:

4 – Orla de Macapá

Esta é uma orla para ninguém botar defeito. À beira do Rio Amazonas, a Orla de Macapá é uma das mais imponentes e bonitas que você vai encontrar no Brasil.

A Orla de Macapá se inicia no bairro do Araxá, seguindo até o bairro de Perpétuo Socorro. No trajeto, além de uma bela paisagem, o turista encontra uma incrível variedade de restaurantes, bares com música ao vivo, casas noturnas, parques e áreas de prática esportiva e lazer.

Veja Também:

5 – Centro de Cultura Negra

O Centro de cultura Negra de Macapá foi inaugurado em 1998, com o objetivo de valorizar e representar a cultura negra no Estado do Amapá.

Hoje, é um grande núcleo de divulgação da cultura afro-brasileira, comportando seis edifícios em um espaço de mais de 7 mil m² divididos entre um auditório, um anfiteatro, uma sala multiuso, o Museu do Negro, um espaço afro-religioso e uma área administrativa.

  • Endereço: Rua General Rondon, s/n – Laguinho.

Veja Também:

6 – Trapiche Eliezer Levy

O Trapiche Eliezer Levy foi construído nos anos 1940 com o objetivo de receber as embarcações que chegavam ao Amapá.

Após inúmeras e grandiosas reformas, que melhoraram o urbanismo da cidade, o Trapiche se tornou um excelente ponto turístico, contando com um bondinho que leva turistas para conhecer os arredores, além de uma pracinha, sorveteria e área coberta para descanso.

  • Endereço: R. Beira Rio – Santa Inês, Macapá.

Veja Também:

7 – Igreja São José de Macapá

A igrejinha São José é considerada a construção mais antiga de Macapá, datada do século XVIII, período de construção e fundação da cidade (Macapá foi fundada em 1758 e a igreja foi inaugurada três anos depois, em 1961, por padres jesuítas).

A igreja foi construída em estilo neoclássico e possui uma única sineira lateral localizada em sua única torre.

Uma curiosidade sobre a Igreja São José: Suas paredes possuem lápides acopladas, onde descansam os restos mortais de figuras importantes e ilustres da história do Estado do Amapá.

  • Endereço: Rua São José, 1720 – Centro.

Veja Também:

8 – Teatro das Bacabeiras

Quando estiver no Macapá, confira a programação do Teatro das Bacabeiras e não deixe de conhecer esse teatro, que é o mais importante da região.

Além do interior do Bacabeiras, que acomoda, confortavelmente, mais de 700 espectadores, a beleza arquitetônica do local, do lado interno e externo, são atrações à parte.

  • Endereço: Av. Cândido Mendes – Centro.

Veja Também:

9 – Museu Sacaca

Fechando o roteiro com os melhores pontos turísticos para conhecer Macapá em uma viagem curta, apresentamos o belo Museu Sacaca do Desenvolvimento Sustentável (MSDS), órgão ligado ao IPEA – Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnologias do Estado do Amapá.

Batizado em homenagem ao maior conhecedor das plantas e ervas medicinais do Amapá, o museu promove diversas palestras, workshops e exposições sobre o tema.

O Sacaca também apresenta algumas casas populares inspiradas na cultura dos seringueiros, castanheiros e indígenas, culturas fortes no Amapá. Assim, o visitante tem a oportunidade de conhecer mais de perto as culturas mais tradicionais da Amazônia, sua forma de vida e de que forma conseguem manter uma economia baseada nos preceitos da sustentabilidade.

  • Endereço: Av. Felíciano Coelho, 1509 – Trem, Macapá – AP, 68901-025.