Bucareste não é só a capital da Romênia mas, também sua maior cidade. Sendo assim, é o coração econômico e cultural do país do leste europeu.

Ela se localiza na famosa região da Valáquia, célebre pelo livro Drácula, de Bram Stoker e a, apenas 60 km do belo rio Danúbio, que separa o país da Bulgária.

A cidade apresenta uma grande densidade populacional, com 1.883.425 habitantes em um espaço de 228 km², posicionando-a como a sexta cidade mais populosa da União Europeia.

O IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) do país, como um todo é de 0,811, tido como muito alto. Quanto à segurança, por ser uma cidade grande e com grande volume populacional, é recomendável um pouco mais de atenção de quem a quer conhecer.

Veja aqui 8 lugares lindos na Romênia com paisagens de tirar o fôlego

Palácio do Parlamento em Bucareste, Romênia.
Famoso e maior edifício do mundo, o Palácio do Parlamento, iluminado pela luz do nascer do sol, no lugar mais bonito de Bucareste, Romênia.

O que saber antes de viajar para Bucareste?

Moeda: Apesar de fazer parte da União Europeia, a Romênia não adotou o Euro como a sua moeda oficial, mantendo o Leu Romeno, que tem um valor muito parecido com o nosso Real.

Idioma: O idioma pode parecer, a princípio, uma barreira para nós, brasileiros. Entretanto, segundo linguistas, o romeno é a língua mais fácil de aprender para quem fala português, por conta das origens comuns. Muitas palavras são iguais ou muito parecidas.

Visto: A boa notícia é que, por até 90 dias, o visto é dispensado, economizando tempo e dinheiro.

Vacina: Não é necessária nenhuma vacina especial para se adentrar no país.

Voltagem: Diferentemente do Brasil, que adota duas tensões (127 V e 220 V) e tensão de 60 Hz, a Romênia usa o padrão de 230 V e 50 Hz. Logo, são recomendados transformadores para usar seus aparelhos.

Também podem ser necessários adaptadores de tomada, pois o país todo utiliza o padrão europeu de dois pinos, um pouco mais antigo que o padrão mundial, com três.

Código do país: Se você quiser informar seus parentes e amigos do número do hotel, não se esqueça que o código do país é 40 e, o de Bucareste, é 21.

Veja aqui 5 fatos que aumentarão sua vontade de conhecer a Europa

Quando ir a Bucareste?

No verão, é alta temporada e a melhor época para se visitar Bucareste. Isso porque o inverno na planície romena tende a ser muito rigoroso, o que se reflete no baixo número de turistas nessa época. E, o verão é bem marcado, mesmo sendo bastante seco.

O clima nas estações intermediárias não tende a ser muito atrativo, mas, ainda assim, atrais algumas pessoas, que não se importam com as chuvas do outono e da primavera.

As temperaturas tendem a não variar muito durante as estações. No verão elas ficam entre 14º C e 29 º C. E, no inverno, oscilam entre -5º C e 4º C. Portanto, leve as roupas adequadas a estação escolhida e não se arrependerá!

Por ser uma cidade grande e diversa, o ideal é que se faça uma viagem um pouco maior. Não é possível aproveitar tanto em, apenas 1 ou 2 dias. E, muito provavelmente, você não vai conseguir ver tudo o que quer em uma viagem apenas. Por isso, muitos turistas sempre acabam voltando uma ou duas vezes a Bucareste.

Europa: Saiba economizar na Viagem ao velho Continente

Como chegar a Bucareste?

 Vista aérea do Aeroporto Internacional Henri Coanda de Bucareste, Romênia.
Vista aérea do Aeroporto Internacional Henri Coanda de Bucareste, Romênia. – Crédito de atribuição editorial: Agatha Kadar / Shutterstock.com

Por ser a capital nacional, É muito fácil chegar a Bucareste, através do Aeroporto Internacional Henri Coanda. De lá, é possível tomar um táxi ou ônibus para a cidade.

A cidade recebe companhias aéreas de todo o mundo. O tempo de viagem pode variar de companhia para companhia, dependendo da escala. A KLM tende a ter voos diretos e mais curtos.

Veja aqui dicas úteis na hora de viajar de avião

Onde ficar em Bucareste?

Booking.com

A cidade conta com, literalmente, centenas de hotéis. Desde redes internacionais, como Ibis e Hilton, até hostels e hotéis locais, como o NH Bucharest, que está entre os melhores avaliados.

Veja Também: 10 hotéis inusitados ao redor do mundo

Onde comer em Bucareste

Caru’ cu Bere - Restaurante na rua de Stavropoleos, cidade velha de Bucareste, Romênia.
Caru’ cu Bere – Restaurante na rua de Stavropoleos, cidade velha de Bucareste, Romênia. – Crédito de atribuição editorial: ELEPHOTOS / Shutterstock.com

Um restaurante que merece destaque é o Caru’ cu Bere, que fica na Strada Stravopoleos. O espaço interno é fantástico, lembrando um casarão antigo, com amplos salões. A cerveja produzida na casa é algo que todos devem experimentar.

Veja Também: 12 destinos turísticos da Europa que você precisa conhecer

Pontos Turísticos em Bucareste

Pessoas na rua Lipscani, uma das ruas mais movimentadas de Bucareste, Romênia
As pessoas na rua Lipscani, uma das ruas mais movimentadas de Bucareste, Romênia – Crédito de atribuição editorial: Radu Bercan / Shutterstock.com

Bairro da Lipscani

Quando estiver em Bucareste, um dos lugares a se conhecer é o bairro da Lipscani. Ele é um retrato de todas as mudanças que a cidade passou nas últimas décadas.

Depois de 1980, o local foi renovado e, agora, é efervescente, com lojas e restaurantes requintados e bistrôs aconchegantes. Além de antiquários e pátios escondidos. Para preservar o bairro, carros são proibidos de transitar nas ruas, reservadas, exclusivamente, a pedestres.

+ 14 destinos baratos para conhecer na Europa

Palácio do Parlamento

Palácio do Parlamento, Bucareste, Romênia. É o maior e mais pesado edifício civil do mundo, com função administrativa.
Palácio do Parlamento, Bucareste, Romênia. É o maior e mais pesado edifício civil do mundo, com função administrativa.

No centro de Bucareste, encontramos o gigantesco Palácio do Parlamento. Com arquitetura baseada em construções soviéticas. Ele é, também, usado como centro de conferências e Museu Nacional de Arte Moderna.

Quando construído, ele teve de desocupar um bairro inteiro. Sua beleza é deslumbrante, toda trabalhada em mármore, ouro e cristais.

A razão de o Palácio do Parlamento ter tanto ouro é por conta da grande oferta do metal no país. Diferentemente do mármore, que teve de ser racionado em todo o país, fazendo com que muitas lápides, produzidas na época, fossem feitas de madeira.

Veja Também: 8 países para viajar sem visto nem passaporte

livraria Cărtureşti Carusel

Livraria Carturesti Carusel, localizada na cidade velha de Bucareste, Romênia.
Livraria Carturesti Carusel, localizada na cidade velha de Bucareste, Romênia. – Crédito de atribuição editorial: Takashi Images / Shutterstock.com

Outro ponto turístico é a livraria Cărtureşti Carusel, uma das mais bonitas do mundo. Para quem gosta de tirar fotos, ela é um cenário incrível.

+ Vale a pena contratar um seguro viagem internacional?

Atrações e tour em Bucareste

Transporte em Bucareste

Em razão da grande força política das empresas de táxi, não operam aplicativos de mobilidade urbana em Bucareste. Em contrapartida, a comutação tende a ser barata na cidade.

No centro transitam o metrô e ônibus expressos. Enquanto ônibus comuns e táxis cobrem, perfeitamente, as regiões mais periféricas da capital.

Ao optar por ônibus expressos, lembre-se que seu valor é bem mais elevado que o padrão. Logo, o metrô, geralmente, é a melhor opção.

Se você optar pelo transporte público, não se preocupe. Bondes, ônibus e trólebus têm seus sistemas integrados e só um tipo de passagem para ambos.

Caso prefira um transporte menos apertado, existem os micro-ônibus particulares e os táxis.

Para evitar que os taxistas te explorem, por você ser estrangeiro, é interessante pedir para que o hotel ou aeroporto, intermedeie a negociação.