A primeira vez que eu cheguei em Florianópolis, dirigindo, logo pensei “ilha da magia porque para andar aqui, só tendo uma vassoura mágica”, mas isso era um pensamento cosmopolita de cafezinho paulista e meia taça com pão e manteiga porto-alegrense, mais uma capital com pontos turísticos tendo o centro comercial movimentação caótica de transeuntes.

Veja Também: Seus direitos em caso de atrasos ou cancelamentos de voos

Conforme as horas de trânsito intenso foram passando, ocorreu um fenômeno antagonista das grandes capitais. Ao invés de ficar estressado, fui percebendo que as pessoas nos carros dos lados estavam tranquilas, até mesmo sorrindo. “Opa! Tem algo errado” não, tem algo muito certo. A vida na ilha é mais descontraída e com menos pressa.

Veja Também: Lisboa: A Capital e a alma Lusitana

Conheça Florianópolis

Em Florianópolis, as pessoas são mais amigáveis, alegres, de bem com a vida, mesmo com rotina de cidade estressante. São capazes, até mesmo, de não se incomodarem com ligações de telemarketing durante o almoço.

Veja Também: 10 dicas de como prevenir perdas e roubos de bagagem

As pessoas praticam atividade física, corrida, caminhada, surfe, ciclismo, não para ficarem em forma e gastarem as calorias da janta gordurosa da noite anterior, mas por lazer, para liberar endorfina e por satisfação pessoal. Sim, diversão.

Veja Também: Maceió: Um destino para férias inesquecíveis

Os lugares onde mais se encontram caminhadores, corredores e ciclistas são na Lagoa da Conceição, pela Rua das Rendeiras, local tradicional de artesanato, e também pelos vários quilômetros de ciclovia e área de pedestres pela orla oeste, próximo a ponte Hercílio Luz.

Veja Também: Ubatuba, o paraíso do litoral paulista

Ponte Hercílio Luz em Florianópolis
Ponte Hercílio Luz (www.vivendofloripa.org.br)

Praias

Pra quem gosta de esportes náuticos e aquáticos, as praias do leste são as mais procuradas para o surfe e kite surfe, sendo a Praia Mole a mais procurada pelos praticantes desse esporte. No norte de Florianópolis se encontra a praia Brava, dos Ingleses e Santinho, outros pontos de surfe. Tendo também no quadrante sul a praia preferido por muitos dos surfistas da ilha, Campeche, caracterizada pelos ventos fortes, afastando muitos turistas, mas, nas condições apropriadas, atraindo muitos admiradores das pranchas.

Veja Também: Viaje e conheça Serra Negra

Aventura

Mas como não se divertir em Florianópolis. Uma orla praiana com mais de quarenta conhecidas e outras tantas praias secretas. Quilômetros de areias brancas com paisagens oceânicas e trilhas selvagens que no final paraísos se revelam. Caminhos que podem ser desbravados por aventureiros de vários níveis, mas nunca esqueça de levar um “kit” básico de trilheiro, como roupas leves, uma mochila com agua, protetor solar e repelente, caso seja mais ousado nas caminhadas, um kit de primeiros socorros é uma boa pedida.

Esta ilha tem um charme europeu durante os meses de frio e o glamour e ostentação durante os meses mais quentes. Em Florianópolis, como mágica, até o feio fica bonito e o que já é bonito fica maravilhoso.

Veja Também: Guia de Viagem para Você conhecer o México

Mercado Público de Florianópolis
Mercado Público (www.vivendofloripa.org.br)

Quando ir

No inverno é um bom período para conhecer o centro histórico da capital catarinense, pontos como a Catedral Metropolitana, o Museu Histórico de Santa Catarina e Mercado Público, com seus produtos locais e restaurantes tradicionais, sendo o Box 32 o ponto mais agitado do mercado, sendo frequentado por boêmios e famosos para degustar os pratos típicos especializados em frutos do mar.

Veja Também: Os 7 melhores destinos para lua de mel

Já no verão, tem praias para qual quer que seja a vontade de aproveitar. Praias de aguas tranquilas, como da Daniela, onde famílias gostam de ir com filhos pequenos, Canasvieiras, local de muitos estrangeiros e a badalada Jurerê Internacional, com os Beach Clubs a beira-mar com ambientes chiques repletos de celebridades exibindo as últimas tendências da moda e seus luxuosos iates.

Veja Também: O que fazer no Rio de Janeiro

Jurerê Internacional em Florianópolis
Praia de Jurerê Internaciona (www.vivendofloripa.org.br)

A cidade tem algo que encanta, tem um sotaque próprio que em poucas horas conversando com um manezinho, até o cearense mais arretado já está falando cantando.

A natureza em contato íntimo com o urbano, o clima amigável pra qualquer estação do ano. Até o próprio nome da cidade, que homenageia Floriano Peixoto, mas que os florianopolitanos chamam, com muito carinho, de Desterro em referência a padroeira da cidade Nossa Senhora do Desterro.

O que comer

Sem esquecer da alimentação, esqueça o terno e a gravata ao tomar um café, desfrute dos chinelos de dedo e de roupas leves para tomar caldo de cana, suco de frutas e comer um peixe à beira mar.

Realmente essa ilha é mágica, transforma pensamento concretados em livres ao ar, comportamentos formais em leves e descontraídos, mas cuidado, Florianópolis também tem a capacidade de enfeitiçar relógios, se tu for passar cinco dias, podes ficar preso lá por mais de cinco anos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.