Cidade da região metropolitana do Rio de Janeiro, a 68 quilômetros da capital fluminense, Petrópolis é uma bela e tranquila região, repleta de opções de passeios junto à natureza.

Apesar disso, Petrópolis é a segunda maior e mais populosa cidade da região Serrana do Rio de Janeiro, com mais de 300 mil habitantes. Ainda assim, o município se destaca por sua segurança, tanto para moradores quanto para turistas, sendo considerada a cidade mais segura do Estado do Rio de Janeiro e a sexta mais segura do Brasil.

Fundada em 16 de março de 1846, através de uma mobilização do imperador D. Pedro II, a quem a cidade deve seu nome: “Petrus” (Pedro) com “Polis” (cidade) em grego “cidade de Pedro”, Petrópolis é bastante conhecida historicamente como cidade imperial, refúgio do imperador em seus momentos de descanso, especialmente durante o verão, quando a corte subia a serra em busca de temperaturas mais amenas, fugindo do calor escaldante da capital.

Se um lugar com tantas histórias e curiosidades prendeu sua atenção até aqui, prepare-se, pois existem vários passeios para fazer em Petrópolis, são opções incríveis para aproveitar, um feriado, férias e até um fim de semana. Conheça 9 deles nas próximas linhas.

+ O que fazer no Rio de Janeiro: Pontos turísticos e atrações na cidade

1 – Catedral São Pedro de Alcântara

Conhecer a Catedral São Pedro de Alcântara é um dos passeios para fazer em Petrópolis - RJ

Localizada no centro histórico de Petrópolis (que vale a pena ser conhecido com calma), a Catedral São Pedro de Alcântara chama a atenção pela beleza monumental e importância histórica e, por isso, é um dos passeios principais e indispensáveis para se fazer na cidade.

A catedral é toda revestida com vitrais e seu interior possui pinturas de Carlos Oswald e esculturas de Jean Magrou. Ali também, estão os túmulos de algumas das principais personagens do período imperial brasileiro, como Dom Pedro II, sua filha, Princesa Isabel e o marido da princesa, Conde D’Eu.

+ 19 ideias para você saber o que fazer a noite no Rio de Janeiro, a cidade maravilhosa

2 – Palácio de Cristal

Palácio de Cristal em Petrópolis - Rio de Janeiro
Crédito Editorial: Su Justen / Shutterstock.com

O Palácio de Cristal é um dos símbolos da cidade e um dos passeios para fazer em Petrópolis, obrigatórios para quem visita à cidade. Inaugurado em 1884, já no fim do segundo império, o palácio foi encomendado pelo Conde D’Eu, genro do imperador.

A estrutura da construção chegou pré-moldada da França, sendo finalizada na cidade brasileira. Inicialmente, o Palácio de Cristal era utilizado para receber feiras de pássaros e exposições agrícolas. Atualmente, o local é um centro de eventos recebendo, inclusive, a tradicional festa alemã Bauernfest.

+ 10 Lugares Românticos no Rio de Janeiro para o Fim de Semana

3 – Museu Imperial

Conhecer o Museu Imperial é um dos passeios para fazer em Petrópolis - Rio de Janeiro

Palácio construído em estilo neoclássico, utilizando recursos do próprio imperador, o Museu Imperial foi utilizado durante muitos anos como residência oficial de verão da família do imperador.

Em 1940, por determinação do então presidente Getúlio Vargas, o palácio se transformou em um museu, reunindo o maior acervo de itens pessoais da família imperial no Brasil. São mais de 300 mil peças, dentre pinturas, fotos, mobílias, roupas, esculturas e documentos que podem ser vistos de perto por quem visita o local.

+ As 10 melhores praias do Rio de Janeiro

4 – Jardim da Casa da Princesa Isabel

Jardim da casa da Princesa Isabel em Petrópolis - Rio de Janeiro

Construída inicialmente para abrigar a família do Barão de Pilar, a propriedade foi comprada pela Princesa Isabel e seu esposo, Conde D’eu, no ano de 1876. A residência recebia a princesa e sua família durante suas viagens à região serrana.

Nas escadarias da construção, foi tirado o último registro fotográfico da família imperial antes da Proclamação da República por Deodoro da Fonseca, em 1889. A casa não é aberta à visitação, porém, é possível apreciar sua fachada e o belo jardim repleto de camélias brancas.

+ As 7 Melhores Praias da Região dos Lagos – RJ

5 – Praça 14 Bis

Praça 14 Bis em Petrópolis - Rio de Janeiro
Crédito Editorial: Diego Grandi / Shutterstock.com

Outro passeio para fazer em Petrópolis é conhecer a Praça 14 Bis. Isso porque ali está instalada uma réplica em tamanho real do avião que dá nome à praça, criação do inventor e aviador Santos Dumont que manteve residência fixa em Petrópolis durante muitos anos.

O monumento foi inaugurado no ano de 2006.

+ As 10 melhores e mais belas praias de Angra dos Reis

6 – Museu Casa de Santos Dumont

Conhecer o Museu Casa de Santos Dumont é um dos passeios para fazer em Petrópolis - Rio de Janeiro
Crédito Editorial: AlessandraRC / Shutterstock.com

Falando em Santos Dumont, que tal aproveitar a viagem e conhecer um pouco mais sobre a história de um dos mais importantes personagens da história do Brasil?

O museu Casa de Santos Dumont guarda inúmeros projetos, documentos, móveis e objetos pessoais do pai da aviação e você pode conhecer tudo a um preço simbólico de R$8,00 de terça a domingo das 9h às 17h.

+ As 7 melhores praias de Ilha Grande

7 – Museu de Cera de Petrópolis

Museu de Cera em Petrópolis -  Rio de Janeiro
Crédito Editorial: Su Justen / Shutterstock.com

Um passeio bem divertido e excelente para tirar fotos é o Museu de Cera de Petrópolis. Inspirado nos grandes museus de cera internacionais, o espaço conta com dezenas de esculturas hiper realistas de personalidades históricas do Brasil e exterior, como Dom Pedro II, Albert Einstein, Gilberto Gil, Princesa Isabel, Alfred Hitchcock, dentre muitos outros.

+ 10 passeios incríveis pra você fazer em Ilha Grande – RJ

8 – Fábrica da Bohemia

Fábrica da cerveja Bohemia em Petrópolis - Rio de Janeiro
Crédito Editorial: Diego Grandi / Shutterstock.com

Petrópolis é referência nacional em cervejaria e, por isso, um passeio bacana para se fazer na cidade é conhecer o processo de fabricação da bebida que é tão consumida e adorada pelos brasileiros.

A Cervejaria Bohemia é a mais antiga da região, inaugurada em 1853. A empresa oferece aos turistas 20 espaços para visitação, que contam um pouco sobre a história da marca, misturando cultura, gastronomia e entretenimento.

+ As 12 praias mais bonitas de Búzios

9 – Palácio Quitandinha

Palácio Quitandinha em Petrópolis- Rio de Janeiro
Crédito Editorial: Diego Grandi / Shutterstock.com

Um oásis para quem ama arquitetura e história. Este é o Palácio da Quitandinha, um dos melhores passeios para fazer em Petrópolis.

O palácio foi construído em meados dos anos 1940, para abrigar o maior hotel e cassino dentro da América do Sul. Com seis andares e construção em estilo francês, o Palácio Quitandinha recebeu, ao longo dos anos, concursos de Miss Brasil, concertos e alguns dos melhores bailes de carnaval da região.

Atualmente, o palácio está sob responsabilidade do SESC Rio de Janeiro e é aberto para visitação às terças-feiras, domingos e feriados.

+ As 7 melhores praias de Cabo Frio RJ

Como chegar à Petrópolis?

A maneira mais fácil para chegar à Petrópolis, para quem não é do Estado do Rio de Janeiro, é pegando um voo até a capital e desembarcando nos aeroportos do Galeão ou Santos Dumont.

De lá, pegue um ônibus na rodoviária da cidade ou alugue um carro até Petrópolis. A viagem é de 68 quilômetros por terra pela BR-040. Apesar da vista incrível da Serra, as curvas constantes e as frequentes neblinas pedem atenção plena e dobrada dos motoristas.

+ Praia das Conchas em Cabo Frio

Quando ir à Petrópolis?

O melhor período para aproveitar os passeios e as paisagens de Petrópolis é entre maio e agosto (outono e inverno), quando as chuvas dão uma trégua na cidade.

Você também pode se programar com base no calendário de eventos da cidade. No mês de maio acontece a Expo Petrópolis, feira agropecuária que conta com shows de artistas renomados de vários estilos musicais.

Em junho, a Bauernfest ou a Festa do Colono Alemão agita a cidade. No mês de julho é a vez do Festival de Inverno atrair turistas para Petrópolis, enquanto de novembro a janeiro ocorre o belíssimo Natal Imperial, que mobiliza os moradores da cidade desde 2009.