Devido ao longo litoral que o Brasil possui, com praias de águas cristalinas e paisagens paradisíacas, este é quase sempre o destino de diversos turistas. Porém, o país possui muitos outros destinos turísticos em seu interior, como Caldas Novas, em Goiás.

Caldas Novas é uma cidade no sudeste do estado, que possui pouco mais de 85.000 habitantes. Este município é atrativo pois é onde localiza-se a maior estância hidrotermal do mundo, em conjunto com a cidade de Rio Quente.

Logo, em Caldas Novas pode-se encontrar piscinas naturais termais em resorts, parques e spas. É uma ótima opção de relaxamento e também de diversão.

Ainda, o turista pode optar por realizar ecoturismo ou conhecer mais sobre a cidade. Abaixo iremos dar algumas dicas sobre pontos turísticos em Caldas Novas, confira!

+ 10 Razões para fazer as malas e conhecer Caldas Novas em Goiás

Hot Park é um dos pontos turísticos em Caldas Novas mais visitados
Crédito de atribuição editorial: Judson Castro / Shutterstock.com

1 – Hot Park

Sem dúvidas alguma, apesar de Caldas Novas oferecer diversas opções de lazer, os turistas vão até a cidade para usufruírem das piscinas termais. Elas atraem cerca de 4 milhões de pessoas por ano, o que movimenta o comércio da região.

Estas águas termais, apesar do que muitos pensam, não são originadas de um vulcão que foi extinto na região. Na verdade, elas são aquecidas com a temperatura natural do interior da Terra.

A água da chuva penetra no solo, e vai se aquecendo de acordo com sua proximidade com o centro do planeta. No caso da região Goiânia, a água percorre 1 km antes de voltar para a superfície, por meio de rachaduras. Logo, elas retornam naturalmente aquecidas.

O Hot Park, um dos pontos turísticos de Caldas Novas e possivelmente o mais famoso, é um dos maiores parques aquáticos da América do Sul e também um dos melhores do mundo.

Ele se localiza a 30 km do centro de Caldas Novas, e funciona de 9h:30 às 17h, exceto nas quintas-feiras. São mais de 15 atrações, abastecidas apenas com as águas aquecidas naturalmente na região.

Neste parque aquático, o mais famoso da região, são oferecidas diversas atividades, como mergulho, passeio de caiaque e surf. Ainda, as atrações são extremamente divertidas, e temos como exemplo o Aerobike, Half Pipe, Acqua Race, Clubinho da Criança, dentre outras.

Você pode comprar o seu ingresso no Hot Park, no próprio local, ou pelo site do Rio Quente. Basta selecionar a data na qual quer realizar a sua visita.

Também existem diversos outros parques aquáticos na região, como o diRoma Acqua Park e o Clube Privé.

+ Os 15 melhores parques aquáticos do Brasil

2 – Lago Corumbá

O Lago Corumbá, é um dos pontos turísticos em Caldas Novas, ideal para os indivíduos que desejam ter uma experiência ao ar livre e praticar esportes aquáticos. Ele abastece a Usina Hidroelétrica de Corumbá I, e possui 65 km². Neste local pode-se realizar passeios de Jet-ski, lancha e de barco.

O Clube Náutico Privé, cuja a estrutura se localiza na orla do lago, oferece passeios de lancha e barco pelas águas. Ainda, na orla e nas proximidades desta, também se encontram restaurantes e bares, podem ser recomendados a Pizzaria Bella Nápoli e o Niko Niko.

Ademais, existem hotéis próximos, como o Hotel Morada do Sol.

+ 24 lugares lindos em Goiás para incluir na lista de desejos

3 – Cachaçaria Vale das Águas Quentes

Localizada a 25 km do centro de Caldas Novas, a Cachaçaria Vale das Águas Quentes possui duas unidades, uma rural e uma sede. Na fazenda da Cachaçaria, é plantada a matéria prima utilizada para a produção das cachaças e licores.

Há um canavial extenso, e também plantações de pequi, curiola, murici, bacopari, jenipapo, gabiroba, mangaba, dentre outras frutas do cerrado. Já na sede da Cachaçaria, os turistas podem observar o processo de produção das cachaças e licores, além de degustá-los.

Todo o passeio é muito interessante pois proporciona aos visitantes a oportunidade de ter acesso ao passado, por meio dos engenhos e capela. A Barril 2, uma cachaça da empresa, foi premiada em 2007 em Turim, na Itália.

Caso queira realizar uma visita na Cachaçaria Vale das Águas Quentes, faça a reserva pelo site ou por meio do telefone (64) 3453-3760.

+ Chapada dos Veadeiros: 5 passeios fundamentais

4 – Jardim Japonês

Outro ponto turístico em Caldas Novas muito procurado pelos visitantes é o Jardim Japonês, construído na década de 80. Este local atrai cerca de 150 mil turistas por ano, e a maioria alega que a sensação, na visitação, é de paz e tranqüilidade.

No Jardim Japonês pode-se encontrar pontes, fontes, lagos e algumas construções típicas japonesas. Caso queira passar algum tempo no Jardim e ter as suas energias renovadas, ele funciona todos os dias, das 8h15 às 17h45. O preço da entrada cobrada é R$ 3,00.

+ 9 Destinos Pouco Conhecidos no Brasil

5 – Parque Estadual da Serra de Caldas

Como mencionado, o ecoturismo também é um dos principais pontos turísticos de Caldas Novas e, é muito famoso. Grande parte dele é realizado no Parque Estadual da Serra de Caldas, uma unidade de conservação criada em 1970. Ela é imprescindível para a região, pois protege a área que capta a chuva responsável por abastecer as piscinas termais.

No Parque, os turistas tem a oportunidade de realizar trilhas para conhecer toda a área. A Trilha da Cascatinha possui 700 metros e pode ser feita em meia hora. Seu nome deve-se à queda d’água chamada de Cascatinha, destino final do passeio, que forma uma piscina natural onde os visitantes podem se banhar.

Outra trilha que pode ser feita é a Trilha do Paredão, cujo o caminho é mais íngreme e difícil de ser feito, em comparação com a Trilha da Cascatinha. No final desta, pode-se ver Caldas Novas e a Cachoeira do Paredão, com águas cristalinas.

O Parque Estadual da Serra de Caldas funciona diariamente, de 8h às 18h. Ele fica apenas a cinco minutos do centro de Caldas Novas, por isso é facilmente acessado.

+ 27 destinos para viajar barato pelo Brasil

6 – Casarão dos Gonzaga

Para conhecer um pouco da história de Caldas Novas, o Casarão dos Gonzaga é o destino ideal. Ele foi construído em 1907, e sua estrutura colonial foi preservada até hoje. O objetivo deste casarão era ser a casa sede da fazenda do primeiro prefeito da cidade, mas hoje, serve como centro de apoio ao artesão.

Este patrimônio cultural possui representatividade tanto em seu exterior quanto interior. As janelas, portas e pé direito são altos, uma característica das construções do século XIX. Dentro, estão peças históricas, como teares, rocas, dentre outras.

Ainda, para trazer a atualidade e mais sobre a produção cultural de Caldas Novas, o Casarão abriga exposições de artes dos artesões locais.

+ Os 8 Melhores Destinos Para Viajar Sozinho no Brasil

7 – Santuário Nossa Senhora da Salette

Ainda, para quem gosta de história, o Santuário Nossa Senhora da Sallete não é apenas um local religioso, mas que também conta sobre o passado de Caldas Novas.

A primeira aparição da Nossa Senhora de Sallette foi registrada em 19 de setembro de 1846, em La Salette, no monte Planeau. E, a construção do seu santuário começou a ser idealizada em 1999, no Rio de Janeiro, pelo Padre Guilherme Antônio.

O Santuário, localizado no bairro Mansões Recanto da Serra, possui uma igreja e capelas. As missas são realizadas às segundas, quartas, sextas, sábados e domingos. Para ver todos os horários, acesse o site do Santuário.