Nova Iorque: viva um sonho na cidade que nunca dorme

Olhos bem abertos, pois agora você está na cidade que NUNCA dorme! Seja muito bem vindo a Nova Iorque,

0
1690

New York ou como queira chamar. Chegue e já se prepare para muita agitação, diversidade e sons de sirene por todos os cantos dessa cidade que – definitivamente – está pronta para te receber!

Veja Também: Disney: Guia de Viagem

Uma cidade, cinco distritos e duas estações predominantes. Se você pretende desembarcar em Nova Iorque, é imprescindível que leve em conta o eterno dilema: Nova Iorque verão x Nova Iorque inverno.

Essas duas estações do ano fazem – de fato – a cidade se transformar em duas, são mudanças que prevalecem em todos os sentidos: desde comidas até pontos turísticos regionais. Sendo assim, é preciso analisar seus planos e encaixá-los na melhor estação novaiorquina.

Veja Também: Guia de Viagem para Você conhecer o México

Nova Iorque: Guia de Viagem

Quando ir

Nova Iorque durante o inverno é magia real – título que pode ser um terrível paradoxo, mas define bem a experiência de conviver com a neve num dos maiores cenários cinematográficos atuais.

Por outro lado, o frio é enorme, o vento é de cortar e a neve – apesar de todo o encanto e beleza – escorrega e pode até impedir o roteiro de quem está afim de “turistar” por aí.

É que com as tempestades muito extensas (final de dezembro e todo janeiro), parte da cidade e alguns pontos turísticos são interditados. As ruas se tornam perigosas por conta dos fortes ventos e nevascas, o que força um período caseiro e de sono na cidade que nunca dorme.

Veja Também: Cancún: o pulmão da Riviera Maia

Nesta época, as comidas predominantes são: sopas e massas, além – claro – das eternas pizzas e comidas da rede fast-food. Ou seja, não existem food-trucks, cachorro quente na rua e nem o clássico caminhão de sorvete que toca música De qualquer forma, é um período lindíssimo para aqueles que desejam fotografar, patinar no gelo, conhecer o clima natalino novaiorquino ou o frio “de verdade”.

O sol saiu, as crianças entraram de férias, a cidade lotou e os parques promovem atividades constantemente: vá para as ruas, o verão chegou em Nova Iorque!

Esta é a época ideal para aqueles que gostam de visitar parques, andar de bicicleta, caminhar bastante e – literalmente – aproveitar o dia que, por sinal, só acaba por volta das nove horas da noite.

Veja Também: Seguro viagem: porque você não pode embarcar sem ele!

A cidade no verão é mais animada, cheia de atrações e um sol de deixar o Rio de Janeiro no chinelo!

Vá com muita disposição e um bom tênis na mala, pois a graça desta época é realmente caminhar, explorar e entrar em alguma loja quando o calor estiver te matando, pois assim você usufrui um pouco do ar-condicionado alheio e aproveita para conferir as vitrines ou fazer um lanche.

Veja Também: O que não pode faltar na mala das férias de verão

O cardápio aumenta e, em julho, você encontrará sucos e bebidas geladas por toda Nova Iorque. Além disso, acontecem feiras culturais e gastronômicas nos fins de semana, oferecendo alternativas para todos os gostos e bolsos.

Compras

Se você é daqueles que gostam de comprar, prepare-se para enlouquecer!

Nova Iorque possui do lixo ao luxo, mas esteja disposto a procurar, selecionar e andar MUITO. As lojas – num aspecto geral – são todas maiores que as brasileiras, verdadeiros shoppings dispostos em andares de inúmeras opções, tamanhos e estilos.

Apesar dos gostos particulares, é fundamental que você (amante das compras) passe nas clássicas: Forever 21, Macy’s, H&M, Mac, Sephora, FAO Schwarz, Lego, Apple, M&M e Urban Outfitters são algumas delas.

Além das lojas de departamento e as de luxo, existem vários estabelecimentos independentes (como brechós, vendinhas, etc) que possuem verdadeiras obras escondidas em suas araras ou estantes, Beacon’s closet é um deles: uma rede de brechós que realiza compras, vendas e trocas, tudo de um modo super fácil e acessível. Vale a pena conferir!

Veja Também: 4 situações que pedem um Seguro Viagem

Passeios

Você está em Nova Iorque e não pode deixar de lado o roteiro clássico de sempre. Começando pela Estátua da Liberdade, vá esperando um monumento bem menor que nosso Cristo Redentor.

Além disso, contente-se em não se aproximar tanto como ocorre no Rio de Janeiro. Após pegar uma embarcação, o tour termina pouco antes dos pés da estátua, na ilha onde esta se localiza. De qualquer forma, é um passeio clássico que vale muito a pena, a estátua é linda e você sentirá o sonho ainda mais real, é Nova Iorque!

Veja Também: Economize na viagem de férias

Edifícios enormes vistos por um passeio de helicóptero
Edifícios enormes vistos por um passeio de helicóptero. Foto: Lorranny Castro.

Caso o orçamento e o tempo permitam, existem várias empresas responsáveis por passeios de helicóptero na ilha, é um jeito maravilhoso de conhecer a estátua e outros pontos turísticos como Empire State Building, Manhattan e Brooklyn Bridges, além do Central Park visto de cima.

Brooklyn Bridge
Brooklyn Bridge. Foto: Lorranny Castro.

Os passeios costumam durar cerca de 15 minutos e custar, em média, 150 dólares por pessoa. Mas, claro, só acontecem no verão por conta dos bons ventos.

Central Park

No verão, aproveite o Central Park para andar de bicicleta, fazer piquenique, visitar o Zoológico ou praticar alguma atividade ao ar livre.

Parte do Central Park vista de cima
Parte do Central Park vista de cima. Foto: Hyago Castro

Além disso, costumam ter vários festivais no Parque, inclusive o “Brasil Summer Fest” – que acontece em julho e leva atrações brasileiras aos turistas e brasileiros saudosos.

Festival brasileiro de 2013 no verão do Central park
Festival brasileiro de 2013 no verão do Central park. Foto: Renato castro.

No inverno, parte do Parque vira pista de gelo e a neve se torna a maior atração! O parque é muito extenso e, por isso, vale andar com um mapa do local nas mãos. Além disso, vale traçar um roteiro diário, afinal, as atividades são MUITAS e – por mais que o dia acabe tarde – o tempo passa mais depressa que o imaginado.

Veja Também: 7 dicas para você planejar as férias inesquecíveis

Na área que fica entre o Central Park e a Times Square, ficam também os hotéis mais caros de Manhattan, o motivo você entenderá assim que visitar o lugar que não se apaga, a verdadeira praça do mundo todo!

Luzes noturnas no centro de Nova Iorque
Luzes noturnas no centro de Nova Iorque. Foto: Lorranny Castro.

São personagens de filme, lojas incríveis, anúncios por toda parte, veículos de todas as formas, muitos artistas, cachorro quente e luzes!

Artistas no verão da Times Square
Artistas no verão da Times Square. Foto: Hyago Castro.

Aproveite seu tempo na Times Square para – além de andar, fotografar e observar muito – sentar em algum banco por lá e aproveitar a mistura de sons que toma conta daquele lugar por todos os dias. A experiência é única!

Veja Também: Os 7 melhores destinos para lua de mel

Painel da Times Square durante o dia
Painel da Times Square durante o dia. Foto: Renato Castro.

Espetáculos

Em Nova Iorque, a cena cultural é realmente extensa: de Broadway e MoMa até museus independentes e feiras da madrugada.

Um dos teatros da rede de espetáculos Broadway
Um dos teatros da rede de espetáculos Broadway. Foto: Renato Castro.

Entre muitos e além dos citados acima, estão os clássicos: American Museum of Natural History, Interpid Sea, Air and Space Museum, The Museum of Sex, Madamme Tussauds NY Museum, entre outros.

Mas, muito além de museus, shows, arte de rua, galerias e feiras tomam conta da cidade 24 horas por dia.

Quanto aos tickets, não se preocupe! Todos costumam ser vendidos diariamente, possuindo bom e fácil atendimentos, evitando as temíveis filas. Para espetáculos da Broadway, a famosa “TKTS” faz o serviço de venda dos ingressos com desconto. A central fica bem na Times Square e, neste caso, a fila costuma ser grande. O ideal é comprar os ingressos para o espetáculo do dia seguinte, pois assim você conseguirá bons lugares na plateia, que é toda marcada.

Veja Também: Lisboa: A Capital e a alma Lusitana

Times Square durante o dia
Times Square durante o dia. Foto: Hyago Castro.

É praticamente impossível se fazer todo o planejado em uma única viagem à Nova Iorque. A cidade é cheia de surpresas que te roubam encanto, atenção e tempo. Entretanto, é fato que você – em algum momento – se encontrará em determinado canto. Dentre as infinitas dicas que eu dei e poderia continuar dando por mais uma semana, a mais valiosa está logo no início: olhos bem abertos. Nova Iorque parecerá um sonho o tempo todo, entretanto, esteja bem acordado para vivê-lo. Boa viagem!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here