Coréia do Sul: Guia de Viagem

Veja o que você precisa saber antes de viajar para Coréia do Sul. Siga nossas dicas e monte seu roteiro de viagem com antecedência.

0
1120

País pequeno, porém apaixonante.

Sim, mesmo em seu território relativamente pequeno a Coréia do sul abriga mais de 50 milhões de habitantes.

Tamanho não é documento, pois quando se fala de Coréia, se fala de desenvolvimento, tecnologia e infraestrutura.

Também se fala de segurança, muita segurança.

Se você pensa em viajar para um país super desenvolvido e seguro, você tem que conhecer a Coréia do Sul. Você vai amar.

Curta: Nossa Página no Facebook

Coréia do Sul
Fonte: Blog do Zé Moleza

O que você precisa antes da viagem para Coréia do Sul?

A Coréia do Sul não exige visto e você pode ficar até três meses por lá.

Moeda da Coréia:

Dinheiro Coréia do Sul
Fonte: BrazilKorea

Won.

1 dólar equivale 1132,76 wons. Só que o dinheiro deles contém mais zeros. Então 1000 wons seria quase 1 dólar.

Veja Também: Shanghai: destino imperdivel para os amantes da Ásia

Idioma:

O idioma principal é o coreano, mas todos os lugares têm placas em inglês.

Você apenas vai ter que se esforçar um pouco mais pra falar o idioma em cidades menores onde as pessoas não entendem muito inglês.

Preços na Coréia do Sul:

Coréia do Sul não é um país barato, mas também não é tão caro.

A comida é barata. Você vai gastar em média de 3 dólares por refeição em barraquinhas da rua e de 7 a 15 dólares em refeições mais completas em restaurantes.

Veja Também: Dicas de ouro para quem vai viajar para Tailândia

Pessoas:

Os coreanos em geral são bem receptíveis aos estrangeiros.

Na realidade, eles amam. Isso os ajuda a fazer amigos e treinar o inglês deles.

E eles são muito atentos se você pede ajuda.

Eles sempre vão te ajudar com o seu mapa ou por meio de um aplicativo de celular.

Que tipo de comida eles comem por lá?

Pra quem gosta de pimenta e outros temperos fortes, a Coréia do sul é perfeita.

Tudo tem pimenta. A Batata frita é doce e o ovo tem açúcar.

A sugestão é perguntar antes de cada prato, ou se você conseguir ler um pouco de coreano, ver se tem ingredientes que você não gosta.

A maioria dos menus é em inglês.

Veja Também: 7 atividades para desfrutar as Maldivas

Comida:

A base da comida deles é muito arroz, peixe, frango, Noodles, pimenta e curry.

Bebida:

A cerveja é Cass e a bebida mais comum é Soju, uma cachaça bem forte com teor alcoólico bem alto.

Eles bebem muito, mas você não os vê bebendo na rua.

Veja Também: 6 situações constrangedoras que você pode evitar com um seguro viagem

Transporte:

Metrô Coréia do Sul
Fonte: Chic Soufflé

Seoul conta com mais de 980 quilômetros de extensão e com mais de 500 estações.

Sem dúvidas, é a melhor cobertura de metrô do mundo.

Então se você for pegar metrô, vai pagar 1 dólar e 25 cents pra viajar longas distâncias.Sem contar na facilidade.

Aprender a andar de metrô é muito fácil, bastando um dia para você baixar o aplicativo (Subway Korea) e aprender a usar.

O aplicativo está em inglês e o download é gratuito.

Você pode usá-lo no modo off-line. E vale lembrar que é super seguro.

Outro meio de transporte é o Taxi, que é relativamente barato.

Você encontra táxis por todos os lados.

Os taxistas em sua maioria não são muito gentis, e nem todos entendem inglês.

Então, você terá que ter um pouco de paciência com eles e talvez anotar num papel para onde quer ir.

Fique atento aos táxis, pois dependendo a cor dele, o preço é diferente.

Veja Também: 5 lugares incríveis ao redor do mundo que poucas pessoas conhecem

Hotel e hostel:

O hostel é bem mais em conta, custando entre 10 a dólares a diária.

Já os hotéis podem ter diárias um pouco mais caras…

Horários:

As coisas em Seoul não param. Tudo é 24 horas, então você não precisa se preocupar em sair correndo antes das 22 horas pra comprar alguma coisa que está faltando.

Até mesmo shoppings e centros comerciais funcionam 24 horas.

Veja Também: 10 ilhas paradisíacas para conhecer ao redor do mundo

Compras:

Mercado Coréia do Sul
Fonte: Sygic Travel

Namdaemun Market é o mais antigo e maior mercado da Coréia do Sul.

Se você for pra lá, não deixe de visitar esse lugar e fazer umas comprinhas.

Sério. Lá você encontra de tudo. Roupa, máscaras (eles usam muitas máscaras faciais e você encontra bem baratinho), meias, roupas, eletrônicos, itens de cozinha, e muitas outras coisas que você nem sabia que precisava.

Os preços? Bem barato, mesmo em dólar, tudo é muito barato e você vai enlouquecer.

A maior parte do mercado fica aberta 24 horas.

Além desse mercado, nos bairros de cada cidade você encontra por todos os lados muitas lojas para todos os gostos.

Veja Também: 9 destinos mais em conta para quem quer conhecer o Caribe sem gastar muito

Costumes:

Na maioria dos lugares é costume tirar os sapatos. É sinal de respeito também.

Se você for almoçar, tem que decidir rápido o que vai comer, comer e ir embora.

Não é como Brasil, que podemos ficar após as refeições batendo um papo. Pra isso existem os cafés.

Em cada esquina você encontra muitos cafés que servem para você passar a tarde, seja comendo, conversando ou trabalhando.

Veja Também: 22 lugares que são simplesmente incríveis para se visitar

Onde ficar?

Itaewon Coréia do Sul
Fonte: Itaewon

Itaewon:

Um bairro super internacional, pra quem gosta de lugares cheios com muitas coisas para fazer a noite.

Lá você vai encontrar muitos bares, restaurantes de várias nacionalidades incluindo brasileira, karaokês pra quem gosta de uma música, lugares para dançar e muitos estrangeiros.

É um bairro muito recomendado para estrangeiros, pois você vai se sentir mais em casa mesmo estando do outro lado do mundo.

Veja Também: Lugares incríveis para visitar antes de morrer

Hongdae:

Hongdae Coréia do Sul
Fonte: So Cool Korea

É um bairro parecido com Itaewon, porém mais barato.

É cheio de estudantes, pois é lá que fica a universidade de artes Hongik.

Por ser bairro de estudante você vai encontrar muita comida barata e milhões de barraquinhas espalhadas.

E se você gosta de artistas ao ar livre, vai gostar da praça de Hongdae, onde todas as noites artistas conhecidos e desconhecidos vão para lá apresentar sua arte, seja música, dança, show de teatro… Enfim. Você vai gostar.

Veja Também: 18 dicas para qualquer mão de vaca viajar de boa

Insadong:

Insadong Coréia do Sul
Fonte: Teachers Page

É uma área bem pra turistas, com construções mais simples, porém abarrotada de lojas de presentes e artesanatos.

Veja Também: Viagem para solteiros: veja os 9 melhores destinos

Gangnam:

Gangnam Coréia do Sul
Fonte: Robert Koehler Travel Photography

Área mais nobre da Coréia e famosa por sair no hit do Psy – Gangnam Style.

É lá onde ficam a maioria das agencias de bandas famosas coreanas.

Gangnam tem ótimas opções noturnas e lugares para compras além de construções e pontos turísticos para quem quer bater foto e quem sabe dar de cara com o seu ídolo.

Veja Também: 10 dicas para você encontrar passagens aéreas baratas

Sinchon:

Sinchon Coréia do Sul
Fonte: Meheartseoul

Ponto onde universitários se encontram. Cheia de bares e restaurantes bem modernos.

Veja Também: Roteiro para fazer um mochilão pela América do Sul

O que fazer por lá?

Coréia do Sul, especialmente Seoul, tem muitas coisas pra fazer.

Cafeteria temática Coréia do Sul
Fonte: Cafeteria Nerd (cafeteria temática)

Existem muitos palácios, casas de banho (spa típico coreano), museus, lugares para andar de bicicleta, cafés temáticos (gatos, guaxinim, cachorros), praias, enfim… muitas opções.

O ideal é fazer um roteiro, com espaços longos entre um lugar e outro para aproveitar bem cada lugar e curtir cada pedacinho desse paraíso asiático.

Veja Também: 14 destinos baratos na América do Sul

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here